Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 (64) 9 9654-8893

Encontre o que deseja

NO AR

PROGRAMA VAN DE OLIVEIRA

    Mineiros(GO)

Ministro Paulo Guedes disse que Estado \'quebrou\' NÃO TEM MAIS DINHEIRO.

Publicada em 27/04/21 as 17:00h por TANOIBOPE / RÁDIO 87,9FM (MINEIROS-GO) - 75 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: TANOIBOPE / RÁDIO 87,9FM (MINEIROS-GO))

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira (27) que o estado "quebrou" e que, diante da escassez de recursos, o setor público não terá capacidade de atender à demanda crescente por atendimento na área da saúde.

Guedes deu a declaração durante reunião do Conselho de Saúde Complementar.

"O Estado quebrou", disse o ministro. "Todo mundo vai procurar serviço público, e não há capacidade instalada no setor público para isso. Vai ser impossível", declarou.

De acordo com o ministro, não foi a pandemia que tirou a capacidade de atendimento do setor público mas sim "o avanço na medicina" e "o direito à vida."

"Todo mundo quer viver 100 anos, 120, 130 [anos]", declarou Guedes. Segundo ele, "não há capacidade de investimento para que o estado consiga acompanhar" a busca por atendimento médico crescente.


Antes mesmo da pandemia, estudo da Secretaria do Tesouro Nacional já apontava a necessidade de gastos adicionais em saúde entre 2020 e 2027 devido ao envelhecimento populacional.

"Há uma forte pressão para elevação das despesas [em saúde] em decorrência do processo de envelhecimento da população, dado que a população de maior idade demanda proporcionalmente mais serviços de saúde", avaliou a instituição, no começo do ano passado.


Da Redação TANOIBOPE

Fonte: g1.com






ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Nosso Whatsapp

 (64) 9 9654-8893

Visitas: 155295 | Usuários Online: 34

CopyRight ® - Tanoibope – Seu Portal de Notícias. - Todos os direitos reservados