Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 (64) 9 9654-8893

Encontre o que deseja

NO AR

PROGRAMA VAN DE OLIVEIRA

    COLUNA SOCIAL D´DÉBORAH

PESQUISA MOSTRA QUE 80% DAS PESSOAS APRESENTAM SEQUELAS NO PÓS COVID-19.

Publicada em 27/04/21 as 17:49h por TANOIBOPE / RÁDIO 87,9FM (MINEIROS-GO) - 92 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: google.com by tanoibope)
Trago nesta ocasião, uma importante matéria, que revela dados interessantíssimos, sobre a COVID-19, "em sua página dois", ou seja, o que algumas pessoas estão passando no chamado "pós covid".

Diz a mátéria, da colega colunista Letíca Graziely, do jornal Diário da Manhã, de Goiânia, edição desta terça (27), "Um estudo realizado pelo Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (InCor), em São Paulo, mostrou que 80% das pessoas diagnosticadas com Covid-19, apresentam sequelas cognitivas após a recuperação. Falhas na atenção, memória e na função executiva do cérebro são algumas das consequências da doença mesmo após a recuperação.

A neuropsicóloga Lívia Stocco Sanches Valentin, responsável por coordenar os estudos, reforçou a necessidade de se incluir na avaliação clínica dos pacientes pós-covid de qualquer gravidade, sintomas como sonolência diurna excessiva, fadiga e lapsos de memória para que o diagnóstico precoce possa auxiliar na recuperação completa do paciente.

Um estudo do setor de psiquiatria da revista científica The Lancet, mostra que uma em cada três pessoas que foram infectadas pelo novo coronavírus recebe um diagnóstico de doença neurológica ou psiquiátrica até seis meses depois de ter a doença.

Segundo o neurologista Rodrigo de Souza Castro, os estudos apontam doenças Neurologicas, Acidente Vascular Cerebral (AVC), demencia e hemorragia cerebral. “Quadros mentais associados foram ansiedade, transtorno do humor, abuso de substancias controladas e insonia”, conta.

De acordo com Rodrigo, a Incidência foi maior em pacientes que necessitaram de hospitalização e notadamente os que precisaram de internação em UTI. “Nesses casos o paciente precisa ser acompanhado por um Neurologista e/ou Psiquiatra para receber o tratamento adequado conforme o diagnóstico recebido”, afirma.

Dados do estudo sobre os casos mentais mais encontradas:

Ansiedade-17% das pessoas;
Transtornos de humor-14%;
Abuso de substâncias controladas-7%;
Insônia-5%.
Dados do estudo sobre doenças neurológicas mais encontradas:

AVC isquêmico-2,1%;
Demência-0,7%;
Hemorragia cerebral-0,6%.
De acordo com Rodrigo, exames de imagem “podem auxiliar na comprovação diagnóstica de doenças cerebrovasculares e quadros neurodegenerativos que venham a ocorrer ao paciente pós-covid a depender da suspeita clínica estabelecida pelo Neurologista que o acompanha”, afirma.

“É uma situação em que a pessoa não deve se cobrar, nem se culpabilizar, pois o covid é uma situação a qual não temos como controlar, bem como as sequelas posteriores a ele. Sendo assim, é possível realizar um acompanhamento e buscar maneiras de estar amenizando as situações que se apresentam no pós covid”, afirma Jhéssyka.

De acordo com a psicóloga outra ponto importante é o olhar da família, a acolhida da família a essa pessoa que vivenciou a doença, favorecendo um ambiente mais acolhedor e harmonioso, respeitando os seus limites. “Pois se configura em uma nova realidade a qual a família e a pessoa estão perpassando, portanto, é uma nova realidade a ser adaptada e uma forma diferente de olhar uma situação que antes não existia”, afirma.

Para ela é importante que a família acolha, não critique e respeite a dificuldade em que o membro da família está passando, tendo também para com ele paciência, para que assim, possa se sentir mais confortável em seu ambiente familiar. “Vale ressaltar, que todos os cuidados de prevenção à COVID-19 devem ser mantidos, para a manutenção da saúde de todos e a prevenção de novos contágios, finaliza a psicóloga.

Espero ter contribuido para uma melhor compreenção, acerca desta maldita doença que assola o mundo e pelo visto ainda levará um tempo para ser combatida em sua totalidade; pelo visto, os problemas não acabam após os quatorze dias de confinamento, enquanto o vírus ainda se faz presente em nosso organismo.

Até  o próximo  post

Déborah Araujo
(Cerimonial e Eventos) 

Siga no Instagram @deboraharaujo24

Fonte: https://www.dm.jor.br/coronavirus/2021/04/estudos-revelam-doencas-neurologicas-e-mentais-sao-frequentes-em-pacientes-pos-covid/

 





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Nosso Whatsapp

 (64) 9 9654-8893

Visitas: 155400 | Usuários Online: 48

CopyRight ® - Tanoibope – Seu Portal de Notícias. - Todos os direitos reservados